quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

"O Cavaleiro da Dinamarca".

Nos livros que nós já lemos, podem encontrar um resumo da obra de Sophia de Mello Breyner Andresen, "O cavaleiro da Dinamarca".
Na biblioteca de livros digitais, encontram a obra completa. É um bocadinho grande, mas, podem partilhar essa leitura com os Pais.

A Lenda da Vela de Natal





Era uma vez um pobre sapateiro que vivia numa cabana, na encruzilhada de um caminho, perto de um pequeno e humilde povoado. Como era um homem bom e queria ajudar os viajantes, que à noite por ali passavam, deixava na janela da sua casa, uma vela acesa todas as noites, de modo a guiá-los. E apesar da doença e a fome, nunca deixou de acender a sua vela. Veio então uma grande guerra, e todos os jovens partiram, deixando a cidade ainda mais pobre e triste.

As pessoas do povoado ao verem a persistência daquele pobre sapateiro, que continuava a viver a sua vida cheio de esperança e bondade, decidiram imitá-lo e, naquela noite, que era a véspera de Natal, todos acederam uma vela em suas casas, iluminando todo o povoado. À meia-noite, os sinos da igreja começaram a tocar, anunciando a boa notícia: a guerra tinha acabado e os jovens regressavam às suas casas!

Todos gritaram: “É um milagre! É o milagre das velas!”. A partir daquele dia, acender uma vela tornou-se tradição em quase todos os povos, na véspera de Natal

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Mais um problema.

O avô da Maria quer fazer uma salada com a mesma quantidade de laranjas, maçãs e morangos.
O avô da Maria tem 12 peças de fruta.
Calcula o número de morangos que há na salada.
Não te esqueças de explicar o teu raciocínio.

Matemática

Já há muito que não publico um problema. Para quem gosta de desafios - a Matemática é um desafio - aqui vai.
A Rosalina tem 2 canários. O seu amigo tem 3 gatos. Quantas patas têm todos estes animais?
Podes usar as estratégias que achares mais convenientes. Explica o teu raciocínio.

Desafio

Descubram os outros nomes das renas que puxam o trenó. Oito, menos uma, já só faltam sete.
Bom trabalho!

sábado, 10 de dezembro de 2011

Oito renas para puxar o trenó - uma delas chama-se Rodolfo.

Carta ao Pai Natal

Esposende, 06 de dezembro de 2011

Amigo Pai Natal!

Como tens passado?
Eu estou muito bem e tenho trabalhado muito.
Espero, e desejo, que os duendes te ajudem nos preparativos para o Natal.
Já sei que as renas te vão ajudar a puxar o trenó. Assim é mais fácil para ti transportar tantos presentes e visitar todos os meninos do mundo inteiro.
Agasalha-te bem. Não te esqueças do gorro e das botas porque é inverno e há muita neve.
Eu gostava muito de receber apenas uma prenda...

Um beijinho,

...

Trabalho coletivo - 2º E

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Hora do Conto e Feira do Livro





Hoje, entramos todos no mundo da fantasia. Uma delícia! As opiniões que os alunos registaram nos livros, disponibilizados para o efeito, foram muito, muito positivas. Eles gostaram e eu também. A Biblioteca da EB2/3 está de parabéns!

Corta-mato




Não, não ficaram nada famosas as fotografias, mas aqui fica um "cheirinho" deste evento.
Parabéns aos Profs. de Atividade Física e a todos os participantes. Parabéns, claro, aos vencedores!

Quadros de outono





Os elementos da natureza continuam nos nossos trabalhos, porque, estas cores nós nunca conseguiríamos reproduzir.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Feirinha de S. Martinho

No dia 11 de Novembro, às 13h30 min., iniciava-se mais uma feirinha de S.Martinho, no Mercado Municipal.
Todos os anos nesta altura do ano se realiza esta feirinha com todos os professores, alunos e funcionárias, da nossa escola.
Quando cheguei ao mercado fui para a banca onde estava a minha professora e os meus amigos.
A professora Jesus disse:
-Olá Tiago, o que tens para vender?
Eu respondi:
-Tenho limões e chouriças!
-Muito bem! - disse a professora Jesus.
De seguida fiquei na banca a ajudar a vender os meus alimentos, e os que os meus amigos também levaram.
O professor Gonçalo estava a pôr música e fomos para a beira dele dançar e brincar.
Antes da feirinha terminar a professora Jesus disse-nos que tínhamos vendido tudo e ficamos contentes!
Fui embora muito feliz e exausto, mas espero que para o ano haja novamente a feirinha de S. Martinho.

Tiago Fernandes
2º E

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Uma verdadeira festa de amizade

No dia onze de novembro a minha escola organizou uma feira de S. Martinho.
Todos os pais e avós ajudaram a trazer produtos para a festa.
Trouxeram-se doces, bolos, vegetais, tartes…
Nós dançámos, cantámos, ouvimos música, comemos castanhas, vendemos produtos, bebemos sumo…
Na feira fizemos corridas, jogámos às apanhadinhas e o meu professor de música pôs várias músicas para dançar.
Quatro das minhas colegas dedicaram uma música à minha professora.
Quase no final da festa sobraram alguns produtos e eu e alguns dos meus colegas fomos vendê-los diretamente às pessoas.
No final contámos o dinheiro que amealhámos.
Gostei muito desta festa e diverti-me, mas espero que para o ano que vem esteja bom tempo, para irmos para o Largo dos Bombeiros.

Daniel Azevedo
2ºE

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Feira de S. Martinho

No dia onze de novembro, nós e os professores fomos comemorar o S. Martinho para o Mercado Municipal de Esposende.
Fizemos uma feirinha onde todas as crianças levavam o que quisessem, entre legumes, bolos, cabazes, pizas, etc.
Houve muita música, muita diversão e muito convívio.
A meio da feirinha apareceu a minha mãe e eu fiquei muito feliz! Ela deu-me um bolo tradicional para eu poder também participar nos trocos com os meus amigos.
Quase no fim deram-nos um cartucho de castanhas assadas e assim festejamos o lindo dia de S. Martinho.
Adorei este dia!


Daniela Afonso Eiras Data 17.11.2011

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

A higiene do nosso corpo.

Uma hiperligação sobre a higiene do nosso corpo.

Como contar uma história.

Plano da história:

Personagens: Martinho e o mendigo;
Espaço (onde): no caminho;
Tempo (quando): no outono, em novembro;
Introdução (início da história): Martinho encontra um mendigo mal vestido e cheio de frio;
Ação (o que acontece): o soldado desce do cavalo e dá metade da sua capa ao pobre;
Conclusão (fim da história): A tempestade desaparece e dá lugar a um radioso dia de sol;

"O mendigo".

Era uma vez um soldado romano chamado Martinho que ia de viagem. O dia estava muito chuvoso e frio. No caminho, encontrou um mendigo mal vestido e a tiritar de frio. Martinho desceu do seu cavalo e cortou, com a espada, metade da sua capa para aquecer o pobre homem. Este, agradeceu e o soldado continuou o seu caminho. De repente, a tempestade parou e um maravilhoso dia de sol apareceu! Todos os anos, por esta altura, apesar de ser outono, há uns dias de calor para que toda a gente se lembre de ajudar aqueles que mais necessitam.

Trabalho coletivo.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Vamos lá ver se aprenderam a lição.

Na visita ao Centro de Educação Ambiental, ouvimos falar de algumas "personagens" muito importantes para a defesa do ambiente. Quantas eram e quais os seus nomes?

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

terça-feira, 8 de novembro de 2011

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Azenhas de Antas

Passeio de outono

No domingo fui dar um passeio
E parei nas azenhas em Antas
Atirei pedrinhas na água
Debaixo dos pés eram tantas!

Aprendi que o fruto do castanheiro era o ouriço,
E a castanhas sua semente
Peguei nele com as mãos
E senti uma dor ardente

Tinha por lá uma figueira
Com poucos figos e folhas a cair
Vou voltar lá na primavera
Para as flores ver florir

As árvores eram muitas
E algumas tinham bolotas
Ofereci aos meus amigos
Sem carapuça e já tortas

Apanhei uvas da época
E o meu pai até provou
Mas estavam tão azedas
Que quase vomitou

Quando chega o Outono
Vem o frio e o vento
Os passarinhos começam a fugir
E o céu fica cinzento

Tiago Fernandes -2ºE-nº22

sábado, 29 de outubro de 2011

O Sereio Fasuio

Olá Estrelinhas!
Nos "Livros que nós já lemos" têm um lindo conto da autoria do Gaspar. Leiam e divirtam-se.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Era uma vez um golfinho


Era uma vez um golfinho
golfinho de cor azul
azul como o céu
céu tão bonito
bonito como o mar
mar cheio de animais
animais como o golfinho.


Daniel

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Palavra puxa palavra

Para quem gosta de escrever.
Continua a história. Não te esqueças que tens que começar a nova frase com a última palavra.

Era uma vez um golfinho
golfinho...

Matemática - desafio

Parece difícil, mas não é. Se for necessário relê o enunciado.
O Ricardo cortou o seu bolo de aniversário em 16 fatias. Ele deu uma fatia a cada um dos convidados e também comeu uma. Na mesa ainda ficou uma fatia de bolo. Quantos convidados estiveram na festa do Ricardo?

Desafio

Depois da investigação feita na sala de aula sobre plantas carnívoras, utilizando a internet, desafio os alunos a escreverem um pequeno texto sobre as mesmas.
Dicas:
-O que são?
-Onde as podemos encontrar?
-Que tipo de solos preferem?
...

Uma interessante aula de botânica - plantas carnívoras









Agradecemos à Eng. Célia (mãe do Bruno), o facto de nos ter cedido as plantas carnívoras para que pudessem ser observadas na sala de aula. O interesse dos alunos por este tema ultrapassou as nossas expectativas.

O outono já chegou à nossa sala.




Trabalho desenvolvido no âmbito das Atividades de Enriquecimento Curricular - Expressão Plástica

domingo, 16 de outubro de 2011

Mais coisas lindas na hiperligação "Apetece-me"


Como saborear os alimentos - os cinco sentidos


Neste tema, queremos ajudar-te a descobrir o papel dos cinco sentidos enquanto comes, quais os teus alimentos preferidos e dar-te a conhecer novos sabores e texturas e outras coisas mais.

A natureza criou os alimentos de forma a darem-nos prazer, e esta característica não foi por acaso, foi para garantir que não nos esquecíamos de que precisamos deles, mantendo-nos vivos e saudáveis.
Para fazeres uma alimentação variada, tens de ser capaz de reconhecer os diferentes cheiros, sabores, cores e texturas dos alimentos.

Para isso, tens que conhecer os cinco sentidos:

1.Olfacto: mais conhecido por cheiro, é o sentido que te, permite mesmo antes de veres o alimento, saber qual é.

2.Visão: porque os “olhos também comem”, muitas vezes basta um olhar sobre um alimento para decidirmos se o comemos ou não, o que por vezes nos pode enganar, porque o aspecto não é tudo.

3.Audição: é o sentido que nos permite ouvir. Pode parecer estranho, mas também é importante enquanto saboreias um alimento. Por exemplo, imaginas o que seria comer uma torrada sem ouvir o pão estaladiço?!

4.Tacto: este é o sentido que nos permite sentir, tocar os alimentos. É importante na escolha de certos alimentos como a fruta, que gostamos sempre de tocar para ver se já está no ponto, assim como, enquanto temos o alimento na boca e sentimos a sua textura.

5.Paladar: é com o paladar que sentimos o sabor dos alimentos.

Dia Mundial da Alimentação


Foi vasta a recolha de provérbios efetuada pelos alunos. Aqui fica o registo de alguns.

Doze galinhas e um galo, comem como um cavalo;
É como S. Benedito: não come nem bebe e está sempre gordito;
Quem tarde vier, come do que trouxer;
Renego o amigo que come o seu só, e o meu comigo;
Se comesse uma maçã por dia, não sabe o bem que lhe fazia;
Gaiola bonita não dá de comer ao canário;
Guarda que comer, não guardes que fazer;
Não assines sem ler, nem bebas sem comer;
Inverno com nevão, ano de pão;
Maio frio, junho quente,bom pão, vinho valente;
Mais vale pedaço de pão com amor, que galinha com dor;
Uvas, pão e queijo, sabem a beijo;
Na casinha portuguesa, pão e vinho sobre a mesa;
A chuvinha da Ascenção, todo o ano dará pão;
Para a fome não há pão duro;
Para comer convida-se uma vez, para trabalhar espera-se até chegar;
Queijo de ovelha, leite de cabra, manteiga de vaca;
Bom rei, se queres que vos sirva, dai-me de comer;
Bem estou com meu amigo, que come seu pão comigo;
Pica-pau não tem machado e come abelhas e formigas;
Quem dá o pão dá a educação;
Bem mal ceia quem come de mão alheia;

terça-feira, 11 de outubro de 2011

A chuva de estrelas

Uma noite, no jardim, o Daniel e Carolina observavam o céu, quando viram uma estrela.
Não era uma estrela normal, era uma estrela grande, comprida e brilhante.
Era uma estrela cadente!
Ela andava muito depressa! O Daniel disse à Carolina para olhar bem para o céu e os dois viram muitas estrelas cadentes.
Pediram logo muitos desejos: o Daniel pediu para ver neve e a Carolina queria ser uma princesa.
Será que os desejos se vão realizar?
De repente, estavam num castelo rodeado de neve. Ela com um vestido cor-de-rosa e ele com um cachecol fofinho…
O Daniel foi logo fazer um boneco de neve, enquanto a Carolina brincava no castelo.
No fim, acordamos!
Afinal era só um sonho e no céu uma estrela cadente…

Daniel Azevedo

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Cumprimento de regras

Na sala de aula:
-Ser assíduo e pontual;
-Colocar na mesa apenas o material necessário;
-Ouvir atentamente o professor;
-Levantar o dedo para falar e aguardar a sua vez;
-Pensar antes de responder;
-Ajudar os colegas;

Fora da sala de aula:
-Sair da sala com disciplina;
-Ir ao wc, lavar as mãos e lanchar;
-Brincar muito, correr e saltar;
-Facilitar a participação dos colegas nas brincadeiras;
-Pedir a ajuda de um adulto se houver algum problema;

O grupo

Um dia, um grupo de pessoas encontrava-se dentro de um avião para fazer uma viagem até à China. A certa altura, uma asa do avião partiu-se e este caiu na selva. Aí, abrigaram-se numa gruta. Começaram a cavar um túnel na areia e encontraram muitos metais, telemóveis e outros materiais. Com eles decidiram construir casas para poderem viver com mais conforto. De seguida, cultivaram hortas para se alimentarem. Começaram também a fabricar carros e jipes e exploraram a selva. Descobriram então um grande vulcão, de onde saíam pepitas de chocolate. Até que a lava arefecesse, foram para casa repousar um bocado. Passadas duas ou três horas, voltaram ao vulcão e fartaram-se de comer as deliciosas pepitas de chocolate. O tempo foi passando e todos desejavam continuar a viagem para a China. Então, com os seus jipes partiram à procura de um aeroporto, chegando finalmente ao seu destino.


Tomás Oliveira - 2º E

terça-feira, 27 de setembro de 2011

“A magia”

De repente, deixei de ser professora e transformei-me numa pomba.
Voei até África e fui pousar na tromba de um elefante.
Como ele sentiu umas cócegas esquisitas, abanou a tromba e eu fui pousar na cabeça de um tigre.
O tigre começou a rosnar, eu assustei-me, e fui ter a uma árvore muito alta!
Lá, encontrei um esquilo entretido a comer avelãs.
Como eu gosto muito de avelãs, sentei-me à sua beira a fazer-lhe companhia e a provar aquele belo petisco.

Tiago Fernandes
26-09-2011

Nota: Houve muitos alunos a enviar as histórias, algumas com ilustrações, revelando interesse e empenho. Como a história é a mesma, publico a que chegou em 1º lugar, mas, aqui ficam os meus parabéns a todos e ao trabalho colaborativo dos pais.
Este foi apenas o modelo para que, a partir de agora, os alunos possam criar os seus próprios textos.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Apresentação

Rimas com os nossos nomes

Olá, eu sou a Daniela e o meu nome rima com canela;
Olá, eu sou o Tomás e o meu nome rima com cabaz;
Olá, eu sou a Maria João e o meu nome rima com coração;
Olá, eu sou a Vanina e o meu nome rima com cortina;
Olá, eu sou o Diogo e o meu nome rima com fogo;
Olá, eu sou o Bruno Barros e o meu nome rima com carros;
Olá, eu sou a Sónia e o meu nome rima com Polónia;
Olá, eu sou a Ana e o meu nome rima com Liliana;
Olá, eu sou o Tomás e o meu nome rima com ananás;
Olá, eu sou o Alexandre Barrias e o meu nome rima com enguias;
Olá, eu sou o Diogo Peixoto e o meu nome rima com piloto;
Olá, eu sou o Tiago Barbosa e o meu nome rima com horrorosa;
Olá, eu sou o Bernardo e o meu nome rima com Leonardo;
Olá, eu sou o Dinis e o meu nome rima com chafariz;
Olá, eu sou o José e o meu nome rima com chimpanzé;
Olá, eu sou a Daniela Eiras e o meu nome rima com cabeleiras;
Olá, eu sou o Daniel e o meu nome rima com Gabriel;
Olá, eu sou o Bruno Samuel e o meu nome rima com gel;
Olá, eu sou a Joana e o meu nome rima com banana;
Olá, eu sou o João e o meu nome rima com pão;
Olá, eu sou o Tiago e o meu nome rima com bago;
Olá, eu sou o Duarte e o meu nome rima com Marte;
Olá, eu sou a Eva e o meu nome rima com leva;
Olá, eu sou o Gaspar e o meu nome rima com limpar;
Olá, eu sou a Inês e o meu nome rima com português;

Trabalho coletivo - 2º E

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Recomeço

Em nome das "Estrelinhas", agora do 2º E, agradecemos ao Prof. Marcelo os votos de um bom regresso e um excelente ano letivo. Para ele e para a sua nova turma desejamos as maiores felicidades e muito sucesso.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Regresso ao trabalho

Olá Estrelinhas. Depois de um merecido descanso e muita brincadeira (espero que se tenham divertido muito), voltamos ao trabalho.
A receção aos Pais/Encarregados de Educação e alunos, será no dia 12 às 9 horas.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Manual digital

Olá Estrelinhas!
Têm nas hiperligações o manual digital, projecto articulado com a Universidade do Minho, que é muito interessante.
Espero que se divirtam.

domingo, 10 de julho de 2011